19 de outubro de 2009

MEMÓRIAS DA BARDINAGEM 07


Vamos fazer uma pausa nas nossas memórias. Mas não queria fazê-la sem deixar aqui expresso talvez aquela recordação que me marcou mais durante estes anos todos e que ainda hoje faz parte da minha vida!

É uma memória, uma recordação, mas é também uma memória que se prolongou durante os anos e que ainda hoje me acompanha.

Tem a ver, como é evidente, com as minhas recordações musicais e a memória primeira que eu tenho da música tive-a em Paço de Arcos, quando tinha 16 anos e após esse instante nada mais foi como anteriormente.

Vou reproduzir aqui o meu testemunho que deixei há tempos num blog dedicado aos anos 60 e à música desse tempo.

Quando oiço e quando vejo este disco, o primeiro de uma longa colecção, vem-me à memória o meu quarto, o meu (nosso, porque também era da minha irmã!) gira-discos a pilhas, os meus amigos e amigas que comigo passaram longas horas a ouvir e a gastar a agulha do gira-discos e tudo isso se passou em Paço de Arcos, nos bons anos 60, quando a minha vida se resumia ao Liceu de Oeiras, à Praceta e ao meu Quarto!!!


O gira-discos era igualzinho a este, não sei mesmo se seria da mesma marca,
só que era rosa e branco, se bem me lembro!!!


Fica aqui a seguir o texto e as imagens que deixei, então, como testemunho desses dias e dessas memórias:

VITOR MARTINEZ: HIS SONG OF LIFE

“I Want To Hold Your Hand”

Canções de que gostei e que me influenciaram durante a minha vida houve algumas, não muitas, mas esta foi “a canção”.
“I Want To Hold Your Hand”, dos The Beatles, veio ter às minhas mãos e aos meus ouvidos no dia do meu 16º aniversário e a partir desse dia passei a ter uma paixão: a música. Foi uma canção ouvida durante muito tempo num gira-discos portátil de pilhas, em plástico, em que a tampa era o altifalante. O disco foi-me oferecido como prenda do meu aniversário, conforme pode ser visto no verso: 3/2/64. Era, e é, um Ep, edição fabricada em Portugal pela Parlophone, que tinha além desta, as outras canções: "I Saw Her Standing There", "This Boy" e "Chains".
A partir daquele dia nada foi como antes. Ainda hoje conservo este e outros discos que nessa altura adquiri e a música passou a ter uma influência sobre mim como nenhuma outra forma de arte teve. Foi a descoberta de um novo mundo que até hoje me acompanha em todos os bons e maus momentos da minha vida, pois onde quer que esteja, em casa, no carro, a viajar, etc., a música é a minha companhia imprescindível.

A partir deste disco, este sim o “The Disc Of My Life”, descobri uma imensidade de sons e cores de que aqui também quero deixar testemunho, sem querer ser exaustivo, nem pouco mais ou menos: Beatles, pois claro, Dave Clak Five, Herman’s Hermits, Hollies, Cream, Pink Floyd, Animals, Kinks, Shadows, Moody Blues, para referir os ingleses; os americanos Beach Boys, Byrds, Doors, Mamas & Papas; Johnny Halliday, Sylvie Vartan, Françoise Hardy, Antoine, Les Problémes, nos franceses; Jimi Hendrix, Eric Clapton e mais, muitos mais que aqui agora não posso referir, que, num critério de qualidade que agora à distância pode ser discutível, mas que naqueles anos nos alimentavam a alma e o coração, além dos ouvidos, com “aquela música”!
“I Want To Hold Your Hand” foi o rastilho; a explosão depois foi tão forte que hoje, passados mais de quarenta anos, ainda se houve o barulho que ela fez!!!



Aqui podem ver e ouvir a canção (e a banda) da minha vida.
The Beatles - I Want To Hold Your Hand


video


Eram assim os bons velhos tempos da minha (nossa) juventude!!!

Daquilo que aqui fui deixando (com a promessa de que voltarei às Memórias quando se proporcionar e com outras recordações), só lamento que não tenha sido acompanhado por outros membros bardínicos, que teimam em não querer contribuir com as suas experiências de vida, com as suas estórias, com as suas recordações, para enriquecer muito mais este blog, pois eu sei, porque os conheço de há muitos anos, que assim aconteceria.

É pena que assim seja e que apenas uma ínfima parte da bardinagem colabore por aqui!!!

Lamento-o principalmente pelo grupo, que daria de si uma imagem mais forte e mais interventiva do que até agora conseguiu dar!!

E eu sei do que falo, pois no meu círculo de familiares e amigos, já se fala muitas vezes d'Os Bardinos, a propósito de situações ou acontecimentos referenciados com a nossa vila de Paço de Arcos.

Mas vamos seguir em frente e trazer a todos aqueles que nos seguem mais ou menos assiduamente, mais motivos de interesse para poderem continuar a seguir-nos por aqui na blogosfera.



Colaboração do Bardino Vitor Martinez.



1 comentário:

Fernando Reigosa disse...

Aqui é fico mesmo sem palavras e raciocínio 'bué da' lento.
è que apreciando superficialmente as músicas de que falas, "euzinho da silva" só tem duas e meia referências sérias em termos musicais, a saber:

- SHADOWS (sons divinais);
- THE BEATLES (a essência);
- a modinha e, sobretudo, a
letra da (boa) bossa nova.
Aceito todas as críticas, discordâncias e o que mais quiserem, mas não saio da minha, depois dos Beatles, a música ficou inepta, ou quase.
Reosculo-te por esta iniciativa.
A bem da Nação Bardínica (????).